Análise SARA em Óleo Pesado

Análise SARA em óleo mede saturados, asfaltenos, resinas, aromáticos em petróleo pesado, destilados e matérias-primas.

A Intertek testa amostras de hidrocarbonetos para Saturados, Asfaltenos, Resinas e Aromáticos (SARA). A análise SARA em petróleo pesado está disponível para óleos pesados, incluindo destilados a vácuo, resíduos atmosféricos e à vácuo, betumes e asfaltos, de modo que as perdas de frações leves (voláteis) sejam mínimas.  

Óleos brutos convencionais podem ser recobertos (>300 degC) previamente ao SARA para reduzir as perdas de frações leves na separação subsequente e permitir o destilado (<300 degC)ser analisado por outros métodos. Óleos brutos pesados ou biodegradados com poucas frações leves podem ser analisados diretamente.   

A Análise SARA é utilizada para muitos componentes de óleo bruto. Asfaltenos podem ser pentano ou heptano insolúveis. Resinas podem ser classificadas como frações de solubilidade, tais como heptano solúvel e pentano insolúvel ou heptano solúvel e acetona ou etil acetato insolúvel, ou como a fração polar eluida a partir de um adsorvente polar com um solvente polar, tais como piridina, tolueno ou metanol.    

Saturados e Aromáticos são determinados por absorção cromatográfica, tipicamente da sílica ou sílica/alumina. Saturados são eluidos com solvente parafínico, tais como pentano ou heptano. Aromáticos são eluidos ou com solvente parafínico ou com polar moderado, tais como tolueno ou DCM.   

Quando a amostra para o teste SARA é um óleo pesado com frações leves mínimas, é válido considerar o Iatroscan TLC-FID para o qual existe o método padrão (IP-469). O IP-469 determina todas as quatro classes de compostos por absorção cromatográfica, portanto o conteúdo de asfaltenos pode diferir numericamente por aquele determinado pelo IP-143. Tipicamente, os asfaltenos Iatroscan são por volta de 80% dos alfaltenos IP-143. 

É possível medir Asfaltenos por IP-143 e depois determinar SAR por IP-469. Entretanto, o IP-469 não envolve a finalização gravimétrica, e as frações leves ainda são perdidas durante a análise, portanto este método funciona melhor com destilados ou resíduos >300 degC. 

Análises SARA alternativas incluindo a IP 143, seguido ou pelo preparativo HPLC (IP-368), ou Clay-Gel (ASTM D-2007), o que for mais apropriado. A SARA é também descrita como análises em asfaltenos, cera e depósito de hidrato.

  Teste em Óleo Bruto e Hidrocarbonetos Aromáticos:   

  • Teste em Hidrocarbonetos Aromáticos  
  • Teste em Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos (PAH) 
  • Teste de Qualidade em Óleo Bruto 
  • Ensaios em Óleo Bruto

 

Precisa de ajuda ou tem uma pergunta? 0800 129 200
 

Precisa de ajuda ou tem uma pergunta?

0800 129 200
BR (int'l)
+55 11 5015 4208